Novas tecnologias vêm surgindo, trazendo ao mercado diversos equipamentos eletrônicos que são instalados em motocicletas, como sistemas de GPS, integração com celulares, conectividade com câmeras, entre outros. Isso tudo faz com que a demanda por energia aumente, podendo criar sobrecargas à bateria se forem instalados incorretamente.

A vida útil das baterias de motos pode durar entre um ano e três anos, variando de acordo com a qualidade da fabricação. Portanto, a forma de utilização fará toda a diferença. Para ajudar os motociclistas a utilizarem melhor a bateria, o coordenador de assistência técnica, Adelmo Leite, listou os principais cuidados para evitar problemas no dia a dia.

Opcionais e acessórios

Errado: instalar equipamentos eletrônicos que não são originais de fábrica, como alarmes, rastreadores, faróis mais potentes e caixas de som, sem fazer a adequação do sistema elétrico.

Certo: consultar um técnico eletricista que irá ajustar as novas demandas de energia, fazendo com que a vida útil da bateria não seja afetada.

Chave na ignição

Errado: virar a chave de ignição da moto enquanto o veículo estiver parado, sem dar a partida. Isso faz o farol se acender e poderá esgotar a capacidade da bateria.

Certo: somente virar a chave de ignição quando for realmente dar a partida para utilizar a moto. A energia utilizada para a partida já ajuda a bateria a iniciar o processo de recarregamento.

Não deixe a moto parada

Errado: deixar a moto parada por mais de cinco dias, por exemplo. Se ficar em desuso, poderá haver um descarregamento de energia e isso influencia na queda da vida útil da bateria.

Certo: andar com a moto por, pelo menos, cinco quilômetros por dia. Isso ajuda no carregamento da energia da bateria, mantendo a sua vida útil.

Pé no freio

Errado: pilotar com o pé apoiado no pedal de freio. Isso faz com que a luz de freio acenda com frequência, demandando cargas de energia da bateria.

Certo: pilotar com os pés no local de apoio apropriado, para evitar o uso da energia da bateria sem real necessidade.

Segundo o coordenador de assistência técnica, Adelmo Leite, toda a demanda de energia da motocicleta acaba recaindo na bateria. “Por isso, ao seguir cuidados específicos, como fazer manutenções técnicas no veículo periodicamente, pode auxiliar para que a bateria funcione corretamente por mais tempo”, afirma.

Consultar um técnico eletricista para ajustar as novas demandas de energia poupa vida útil da bateria. Foto: Heliar / Divulgação
Escreva um comentário:

Deixe seu comentário

logo-footer

CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS: