O frio tem tomado conta do Brasil nos últimos dias. Em Divinópolis (MG), a temperatura mínima média para o mês de junho é de 10.5 graus, o suficiente para fazer aquela crosta de gelo na lataria do carro. E com a chegada do inverno os carros também precisam de cuidados para não darem dor de cabeça no frio. A seguir, preparamos dez dicas importantes para você enfrentar o frio ao volante numa boa.

1 – Fique atento ao estado da bateria

Tenha certeza de que a bateria está funcionando bem. Ela será importante logo na primeira partida, pela manhã
Elas tendem a ser mais exigidas durante o inverno pois durante os dias frios a reação química que é a responsável pela produção da energia elétrica é mais lenta do que em dias quentes, por isso, evite deixar som, luz ou outros equipamentos ligados, quando o carro estiver com o motor desligado. É normal em dias frios a bateria que já está no fim da sua vida útil ter seu fim adiantado e ser necessária sua substituição.

2- Não esqueça da gasolina no tanquinho da partida a frio

Tanquinho de partida a frio não pode ser esquecido no inverno
No caso dos carros equipados com motores flex, que ainda vêm com os famosos tanquinhos de partida a frio, o ponto mais importante é não esquecer de manter o reservatório com gasolina de boa qualidade, de preferência premium, que dura mais tempo sem perder suas propriedades e com um pouco menos de etanol (25%) ante 27% da comum.

Além disso, todo o sistema precisa estar funcionando bem, o que inclui os pequenos dutos de combustível, o motorzinho elétrico e o próprio vaso de expansão, que pode apresentar rachaduras.

Em carros com sistema de bicos injetores aquecidos ou injeção direta de alta-pressão o tanquinho não se faz mais presente, mas ainda sim é importante que estes sistemas estejam funcionando adequadamente.

3 – Use bons aditivos no sistema de arrefecimento

Resultado de imagem para aditivo arrefecimento

Principalmente em regiões que costumam apresentar muito frio, é fundamental ter os aditivos recomendados pelas fabricantes no sistema de arrefecimento. Isso porque, além de evitarem corrosão de várias partes do sistema, também impedem que o liquido congele, o que pode implicar em consequências graves, como o rompimento dos selos do bloco do motor.

4 – Escolha o óleo recomendado pelo manual

Outro ponto a ser observado é a utilização do óleo correto, de acordo com o manual do proprietário do carro. Hoje em dia os lubrificantes são multiviscosos, mas os que têm mais viscosidade vão bem no calor. No frio, os melhores são os menos viscosos, que facilitam a lubrificação nos primeiros momentos em que o motor entra em funcionamento. Também verifique o estado de todos os filtros

5 – Vá devagar logo depois de dar a partida no carro

Principalmente em dias frios, vale a pena ir devagar até o motor atingir o nível de temperatura ideal
Esquente o carro no trajeto. Se seu carro possui injeção eletrônica, você não tem porque ficar “esquentando” o motor antes de sair – ou seja, acelerando até o motor alcançar a temperatura ideal. A injeção fará isso por você durante o trajeto, assim você economiza tempo e combustível. Por isso, nos primeiros quilômetros, dirija mais devagar e com mais cautela, dando tempo para a injeção fazer o trabalho dela.

6 – Cuide bem dos pneus

Estradas em condições de extremo frio podem apresentar mais frequentemente um cenário de chuva, neblina e até pequenas camadas de gelo (isso, claro, mais exclusivamente para a região sul do Brasil). Por isso a dica é: verifique a pressão de cada um de seus pneus – de acordo com a calibragem recomendada geralmente no manual do veículo. Com o pneu calibrado, seu veículo ganha força na estrada, melhorando a segurança e a economia

7 –  Verifique se as mangueiras estão em boas condições

Verifique se as mangueiras do motor estão em boas condições de funcionamento. Correias do motor danificadas não resistem ao frio extremo e ressecam mais rapidamente.

8 –  Cuide do ar condicionado no frio. Sai mais barato

Aproveite o frio para fazer a manutenção do ar-condicionado com alguma economia
Se seu carro tem ar condicionado com aquecedor, limpe ou substitua o filtro. Contaminantes externos, acumulados durante o resto do ano, se estabelecem no filtro de ar e quando o aquecedor é ligado, se espalhar por todos os cantos do carro. Além disso, fazer manutenção do ar no inverno costuma sair mais em conta.

9 – Veja se as palhetas estão funcionando bem

Palhetas defeituosas costumam dar dor de cabeça no inverno
Um dos fatores mais importantes no inverno é a visibilidade. Certifique-se de que suas palhetas estão funcionando corretamente e somente as utilize com os vidros molhados, a presença de areia, barro ou poeira pode arranhar os vidros.

10- Agora sim você pode usar as luzes de neblina

No rigoroso inverno é que as luzes de neblina costumam ser mais úteis. Verifique está tudo bem com elas
Verifique as luzes do seu carro (luzes traseiras, lâmpadas de sinalização, luzes de freio, faróis e luzes de condução, entre outros). Nos dias de inverno as noites são mais longas. Você precisará delas por mais horas do que no restante do ano, quando devem permanecer apagadas para não atrapalharem a visão dos outros motoristas, principalmente durante as noites com boa visibilidade.

CategoryDicas

Deixe seu comentário

logo-footer

CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS: